Samille Santos Rocha

Samille Santos Rocha's picture

Perfil

T√≠tulo: 
Mestre
Informa√ß√Ķes Espec√≠ficas do Aluno
Ano: 
2012
Orientador: 
Situa√ß√£o: 
Defesa homologada
Bolsa
Institui√ß√£o: 
Vig√™ncia: 
03/2012 - 02/2014
Informa√ß√Ķes Espec√≠ficas do Professor
Categoria: 
Permanente

 

O objetivo principal deste trabalho é estimar geração de viagens por transporte
coletivo (TCO) em coordenadas conhecidas e desconhecidas. A ferramenta de
análise espacial de dados utilizada é a Geoestatística (Krigagem Ordinária e
Krigagem com Deriva externa). Os dados utilizados foram: a Pesquisa Origem-
Destino (OD/1995), realizada na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e dados
de população e renda do último censo demográfico (IBGE, 2010), compatibilizados
com as Macrozonas de tráfego (MZs). Foram utilizados dois diferentes tipos de
amostragem para cada banco de dados (1995 e 2010): dados agregados,
representados pelos centróides das MZs e dados obtidos através de uma malha
regular, também associados aos centróides das células da malha. Assim, foram
estimadas, em coordenadas conhecidas e desconhecidas, a geração de viagens por
TCO, População e Empregos. Foram obtidos mapas de interpolação a partir das
diferentes análises para estas variáveis. Observou-se que tanto população quanto a
produção de viagens por TCO apresentam um padrão espacial crescente em
direção ao Subúrbio Ferroviário da cidade. Já a atração de viagens e empregos não
possuem continuidade espacial aparente, apresentando valores mais elevados
apenas na região central de Salvador. Para a amostragem por centróides das MZs a
validação dos resultados iniciais foi satisfatória, apresentando baixos valores de
média de erros e variância dos erros. No entanto, houve baixa correlação entre os
dados observados e estimados para ambas variáveis. Já para os dados analisados
através da amostragem sistemática artificial, a correlação entre estes dados
apresentou melhores resultados que a amostragem agregada por MZs. A análise
através da krigagem com deriva externa gerou ainda melhores resultados. Além
disso, foi possível prever variáveis de produção de viagens por TCO através de
dados censitários populacionais. Este trabalho é uma etapa incipiente que busca
melhorias de estimativas provenientes de modelagem geoestatística aplicada à
análise de demanda por transportes.

 

O objetivo principal deste trabalho é estimar geração de viagens por transporte

coletivo (TCO) em coordenadas conhecidas e desconhecidas. A ferramenta de

análise espacial de dados utilizada é a Geoestatística (Krigagem Ordinária e

Krigagem com Deriva externa). Os dados utilizados foram: a Pesquisa Origem-

Destino (OD/1995), realizada na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e dados

de população e renda do último censo demográfico (IBGE, 2010), compatibilizados

com as Macrozonas de tráfego (MZs). Foram utilizados dois diferentes tipos de

amostragem para cada banco de dados (1995 e 2010): dados agregados,

representados pelos centróides das MZs e dados obtidos através de uma malha

regular, também associados aos centróides das células da malha. Assim, foram

estimadas, em coordenadas conhecidas e desconhecidas, a geração de viagens por

TCO, População e Empregos. Foram obtidos mapas de interpolação a partir das

diferentes análises para estas variáveis. Observou-se que tanto população quanto a

produção de viagens por TCO apresentam um padrão espacial crescente em

direção ao Subúrbio Ferroviário da cidade. Já a atração de viagens e empregos não

possuem continuidade espacial aparente, apresentando valores mais elevados

apenas na região central de Salvador. Para a amostragem por centróides das MZs a

validação dos resultados iniciais foi satisfatória, apresentando baixos valores de

média de erros e variância dos erros. No entanto, houve baixa correlação entre os

dados observados e estimados para ambas variáveis. Já para os dados analisados

através da amostragem sistemática artificial, a correlação entre estes dados

apresentou melhores resultados que a amostragem agregada por MZs. A análise

através da krigagem com deriva externa gerou ainda melhores resultados. Além

disso, foi possível prever variáveis de produção de viagens por TCO através de

dados censitários populacionais. Este trabalho é uma etapa incipiente que busca

melhorias de estimativas provenientes de modelagem geoestatística aplicada à

análise de demanda por transportes.


Histórico

Membro h√°
7 anos 33 semanas