Eudoxio Antônio Batista Júnior

Eudoxio Antônio Batista Júnior's picture

Perfil

Título: 
Mestre
Telefone: 
(71) 8733-1632
(71) 9205-5379
Informações Específicas do Aluno
Ano: 
2012
Co-orientador: 
Situação: 
Defesa homologada
Informações Específicas do Professor
Categoria: 
Colaborador

 

A gestão de um território exige conhecimento dos aspectos socioambientais do espaço
geográfico, para isso foram criados instrumentos como Estatuto das Cidades através da Lei
10.257/2001 que estabelece a obrigatoriedade na elaboração de um plano diretor para os
municípios acima de 20 mil habitantes. Este instrumento legal auxilia na definição do padrão
de desenvolvimento da ocupação urbana visando fornecer subsídios para um adequado
planejamento e gestão do município.  Porém, diante da falta de padronização para auxiliar na
elaboração dos planos diretores por parte dos gestores, especialmente quanto à representação
espacial dos dados que serão analisados para auxiliar na tomada de decisão, atualmente é
crescente a preocupação em estabelecer um padrão para subsidiar os planos diretores.
Portanto, o presente trabalho teve como objetivo analisar planos diretores municipais no que
tange a necessidade da apresentação de mapas visando à padronização da representação e
eficiência na comunicação cartográfica. Para a análise desta pesquisa foram selecionados 50
(cinquenta) mapas temáticos, que compõem 5 (cinco) planos diretores de alguns municípios
brasileiros, a partir da análise dos elementos cartográficos, tais como: composição temática,
terminologia técnica de feições, tipologia das feições, escala de representação, projeção
cartográfica, formato e dados marginais, sistemas de referência, simbologia associada a
feições, cor, tamanho, textura e nomenclatura associada às simbologias. Considerando as
análises realizadas, foi possível indicar as categorias e feições mínimas necessárias para
compor os mapas temáticos, assim como estabelecer uma proposta visando à padronização
das representações cartográficas dos planos diretores municipais. Os resultados também
demonstram que as técnicas de cartografia temática quando utilizadas adequadamente são de
fundamental importância no auxílio da análise, integração e interpretação dos mapas, pois
fornecem elementos que auxiliam na gestão do território.

 

A expansão urbana intensa e desordenada que ocorre em cidades como Salvador vem criando

e ampliando espaços desiguais, uns privilegiados quanto à infraestrutura e serviços urbanos,

enquanto outros desfavorecidos nesse sentido estando, muitas vezes, sujeitos a situações de

degradação socioambiental. Nesse contexto, surge o processo de segregação socioespacial, o

qual se faz presente na paisagem através da separação entre diferentes grupos sociais. Sendo

assim, esta pesquisa tem como objetivo principal caracterizar, com o uso de sensoriamento

remoto e sistema de informações geográficas, a relação existente entre a expansão urbana e a

segregação socioespacial, identificando os fatores que tem promovido a permanência dessa

segregação no processo de expansão urbana. O estudo de caso é a comunidade de Canabrava

e seu entorno, em Salvador/BA, a qual se localiza na porção central do território municipal,

 rea conhecida como “miolo”, nas imedia  es da Av. Luís Viana (Paralela), principal eixo de

expansão imobiliária do município no momento atual. O período estudado foi de 1976 a 2013.

A área de estudo apresenta duas realidades distintas: uma onde predomina a segregação

socioespacial (a comunidade) e outra onde se faz mais presente os benefícios advindos da

expansão urbana (o entorno). Esta pesquisa possibilitou representar a relação entre esses dois

processos na paisagem através de mapas e gráficos. Foram gerados mapas temáticos de

unidades ambientais homogêneas, densidade demográfica, edificações, verticalização, sistema

viário, indicadores de urbanização e de segregação social, espacial e socioespacial. Por fim foi

proposto um mapa que representasse a relação entre urbanização e segregação socioespacial,

através da proposição de um indicador. A confecção do material cartográfico e a identificação

e análise dos fatores que evidenciam essa relação foram possíveis com o uso de imagens de

sensoriamento remoto e de um sistema de informações geográficas, cujos resultados

permitiram entender como se processa e evolui a interação desses processos na paisagem. Os

resultados foram complementados e validados com trabalhos de campo.


Histórico

Membro há
7 anos 19 semanas