Sistemas Complexos Adaptativos e Decisões Sócio-Ambientais: Bases Teóricas para apoio à Decisão

Ano: 
2002
Orientador: 
Resumo: 
Esta dissertação tem por objetivo discorrer sobre as bases teóricas para apoio às decisões sócio-ambientais no contexto urbano, para promover a agilização dos processos de projeto e gerenciamento, de maneira a subsidiar o desempenho dos processos de desenvolvimento urbano. Partindo do fato que há desvios inerentes à crescente especialização e também de que o uso de poucas variáveis pode causar mais problemas do que resolver, o estudo envolveu a formulação de uma metodologia de análise e projeto urbano que se baseou no sistema de “padrões” aninhados, proposto por Alexander et al. (1977) e nos estudos de complexidade. Assim, o estudo, em consonância com os modelos citados, tratou da análise dos agentes de interação no nível mais básico e essencial, para permitir a reformulação dos fatores de análise dentro de uma hierarquia de espaços urbanos. A análise dos agentes de interação se baseou nas seguintes questões de Axelrod e Cohen, (1999):  Quais são os agentes e quais são suas capacidades?  Como eles interagem?  Como os agentes geram variedade?  Quais são os meios de seleção? Buscou-se com isso, identificar de que forma os agentes interagem e consequentemente participam da formulação do espaço urbano. O ciclo de interações que surgiu a partir da análise destas interações forneceu a base para a metodologia proposta, após uma modificação na sequenciamento para facilitar a elaboração de intervenções futuras. Assim, as variáveis baseadas no comportamento dos diferentes agentes foram transformadas em elementos qualificadores das estratégias de ação, que se relacionam diretamente com padrões espaciais e por isso se tornaram o eixo central do sistema proposto. A metodologia foi testada em situações de projetos hipotéticos e na simulação de um sistema de apoio à decisão, que por sua vez ajudou a estruturar e sistematizar as variáveis de comportamento identificadas na fase analítica. As conclusões atingidas com a pesquisa confirmam a possibilidade de identificar e estruturar diversas variáveis urbanas e ambientais num sistema de apoio à decisão unificado. Ademais, confirmou-se que foi possível aplicar as teorias de complexidade aos estudos ambientais e urbanos através da transformação e modificação do sistema de padrões de Alexander (1977). Assim, esta dissertação se presta a ser um ponto de referência para o aprofundamento e desdobramento de sistemas de apoio à decisão no contexto urbano, apresentando as bases teóricas que precisam ser consideradas para desenvolver sistemas que enfrentem a complexidade dentro de um ambiente profissional interdisciplinar. Palavras-Chave: Agentes, Sistema, Complexidade, Inter-relação, Padrão, Complexo, Mente, Memória, Capacidades, Demandas, Estratégias, Limitações, Estrutura, Processo, Sistemas de Apoio à Decisão, Sistema Especialistas.
Palavras chave: 
Processo, Sistemas de Apoio à Decisão
Sistema Especialistas