Gerenciamento da Mobilidade em Empreendimentos Pólos Geradores de Trafego:Shopping Center em Salvador

Ano: 
2007
Autor: 
Orientador: 
Resumo: 
Atualmente √© constatado que o grande desafio do planejamento de transporte √© garantir a mobilidade sustent√°vel nos centros urbanos e que o autom√≥vel √© uma das principais fontes de danos ao meio ambiente e um dos respons√°veis pela iniq√ľidade do uso da estrutura urbana. A abordagem tradicional do planejamento de transporte baseado no ‚Äúprever para prover‚ÄĚ n√£o √© eficiente, uma vez que termina priorizando o transporte motorizado e, especialmente, o autom√≥vel. Esta pesquisa busca alternativas mitigadoras relevantes aos impactos s√≥cio-ambientais gerados pelo fluxo de ve√≠culos que s√£o produzidos por empreendimentos P√≥los Geradores de Viagens (PGV). Considera-se que o estudo de PGV √© um tema j√° explorado no Brasil e no mundo, por√©m carece de novos focos, principalmente daqueles que buscam a sustentabilidade urbana pela redu√ß√£o dos seus impactos sobre a mobilidade e da aplica√ß√£o de estrat√©gias de gerenciamento da mobilidade. Estas estrat√©gias visam incentivar uma mudan√ßa de atitude e de comportamento do usu√°rio de transporte para o uso de modalidades mais sustent√°veis. O objetivo deste estudo √© avaliar a propens√£o dos usu√°rios de ve√≠culos particulares √† mudan√ßa modal para modos de transportes mais sustent√°veis. A metodologia parte do levantamento de referenciais te√≥ricos, da an√°lise documental, e do estudo de caso de um PGV, que possui grande representatividade no n√ļmero de viagens di√°rias geradas na Cidade do Salvador. Para a coleta e an√°lise dos dados foi utilizada a abordagem qualitativa, por considerar que a ess√™ncia deste estudo √© a avalia√ß√£o comportamental dos clientes do Shopping Center Iguatemi Salvador, usu√°rios do autom√≥vel. Empregou-se, para tanto, as t√©cnicas qualitativas de grupo focal e da an√°lise de conte√ļdo. Comprovou-se que os usu√°rios do Shopping Center Iguatemi Salvador, clientes de ambos os sexos na faixa et√°ria entre 18 e 55 anos, est√£o propensos √† mudan√ßa modal para modos mais sustent√°veis, por raz√£o dos impactos s√≥cio-ambientais por eles j√° sentidos, estando este comportamento condicionado √† melhoria qualitativa do sistema de transporte p√ļblico oferecido. Contesta-se o fetiche do autom√≥vel pela apreens√£o da contribui√ß√£o individual aos graves impactos s√≥cio-ambientais provocados pelo uso irrestrito desse modo. A contribui√ß√£o da pesquisa encontra-se na evid√™ncia do emprego de estrat√©gias de gerenciamento da mobilidade nas metodologias de an√°lise de PGV, como forma de mitigar os impactos gerados por esses empreendimentos na mobilidade urbana.
Palavras chave: 
Transporte ‚Äď planejamento
Viagens ‚Äď p√≥lo gerador
Tr√°fego ‚Äď p√≥lo gerador
Mobilidade ‚Äď gerenciamento
Impacto ambiental - Sustentabilidade urbana