Diagnóstico Ambiental de Áreas de Pedreiras Abandonadas na Cidade do Salvador-BA com enfase na estabilidade de taludes

Ano:
2005
Palavras chave:
Diagnóstico de Áreas Degradadas; Pedreiras Abandonadas; Estabilidade de Taludes; Geotecnia;
Resumo:
Desde sua fundação em 1549, a cidade do Salvador assumiu uma configuração urbanística própria, desenvolvendo um padrão de ocupação desordenado e em sua maioria, assentado em áreas de risco geológico como encostas íngremes e bordos de pedreiras abandonadas, com históricos de escorregamentos de solo, com grandes prejuízos materiais e perdas de vidas humanas, registrados pela Defesa Civil. Este trabalho apresenta o diagnóstico dos problemas ambientais, com ênfase na susceptibilidade a escorregamentos de solo e queda de blocos de rocha, em áreas de pedreiras abandonadas no sítio urbano de Salvador. Essas áreas degradadas pela atividade de mineração foram incorporadas à mancha urbana da cidade sem nenhum tipo de recuperação e/ou legislação específica para sua proteção durante ou ao final de sua exploração. As habitações da população de baixa renda nos arredores e bordos das pedreiras abandonadas são classificadas como subnormais e irregulares por serem construídas sem critérios técnicos adequados e sem o acompanhamento dos serviços públicos de infraestrutura, delineando o cenário atual de ocupação dessas áreas de risco geológico, susceptíveis a escorregamentos e eventos correlatos.