DESENVOLVIMENTO DE PASTAS COM ADIÇÃO DE NaCl PARA CIMENTAÇÃO DE POÇOS DE PETRÓLEO

Ano:
2016
Palavras chave:
Pasta Cimentícia;; NaCl;; Pré-sal,; Aderência;
Resumo:
A atividade de cimentação representa uma das etapas mais críticas do processo de construção do poço de petróleo, que visa obter isolamento entre zonas que atravessam o reservatório, que através da inserção da pasta cimentícia entre as paredes do poço e a formação rochosa, é instituido o selo hidráulico. O desenvolvimento das forças de ligação entre as interfaces é diretamente ligado ao aumento da produtividade e redução dos riscos de impactos ambientais. No entanto, o cenário complexo de constantes mudanças que representa o pré-sal, condicionadas a fatores, tais como: altas pressões e temperaturas e presença de formações massivas de sais, tem grande impacto no desempenho dos componentes do poço. A adição de sais à pasta é uma alternativa a problemas recorrentes de difusão em poços geotérmicos com presença de formações salinas, a migração de sais para dentro da matriz gera alterações químicas. Dada à importância da pasta, o objetivo deste trabalho é desenvolver e avaliar pastas contendo NaCl, quanto as suas funções desempenhadas. As pastas salinas foram desenvolvidas baseada na API, em concentrações de 0%, 18%, 36% e 45% de NaCl. E analisadas com base nas propriedades reológicas, pela técnica de viscosimetria, propriedades quimicas e físicas, através do emprego de técnicas analíticas tais como, DRX,FTIR, DTA/TG/DTG e picnometria e propriedades mecânicas. Com o intuito de avaliar a influencia dos cloretos na propriedade de aderência foi proposto um teste de aderência. Os resultados apontam que o NaCl presente na matriz cimentícia em estado plástico, promove a redução da viscosidade plástica, limite de escoamento,forças géis, inicial e final. Modifica a composição microestrutural, com a evolução da hidratação. Promove uma redução nos valores de resistência à compressão, á tração, cisalhamento e maiores resistência de aderência ao sistema.