DESAFIOS E ALTERNATIVAS PARA A GESTÃO AMBIENTAL EM PEQUENAS EMPRESAS: UMA ANÁLISE DO PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE FORNECEDORES DA FIEB

Ano:
2010
Banca Examinadora:
Ricardo Fernandes Carvalho; Jose Célio Silveira Andrade; Franciso Ferreira Cardoso;
Palavras chave:
Gestão Ambiental; Micro e Pequenas Empresas - fornecedores; barreiras; motivadores; sustentabilidade;
Resumo:
As organizações têm considerado a responsabilidade socioambiental como uma importante diretriz para definir as estratégias corporativas, devido aos riscos ambientais das suas atividades. Portanto, adotar práticas de gestão com foco na produção mais limpa e no consumo sustentável, envolvendo todo o processo produtivo e a cadeia de fornecedores, é de suma importância para a sobrevivência dos negócios. Este trabalho teve como objetivo identificar as principais iniciativas de gestão ambiental, os fatores motivadores, as barreiras e dificuldades enfrentadas pelas pequenas e médias empresas para melhorar o desempenho ambiental. Para tanto, realizou-se um estudo de caso do Programa de Qualificação de Fornecedores, coordenado pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Uma amostra de empresas envolvidas com o programa foi estudada, bem como a realização da pesquisa bibliográfica a partir de fontes primárias e secundárias. Verificou-se que a conscientização socioambiental, atendimento à legislação e a redução de resíduos são os motivos que mais influenciam as organizações para envolver-se num projeto de implantação de práticas de gestão ambiental. Já a falta de recursos, a percepção dos requisitos normativos como muito burocráticos e a falta de competência da equipe são as maiores barreiras. Dentro do universo pesquisado, as iniciativas ambientais mais utilizadas pelas empresas para melhorar o desempenho ambiental são: Política Ambiental, Programa de Gestão de Resíduos Sólidos (PGRS) e a Avaliação de Impacto Ambiental. Todos os dados analisados no referencial teórico revelaram que a o atendimento aos requisitos do cliente é o principal motivador de pequenas e médias empresas para melhorar o desempenho ambiental, embora esse fator não tenha sido indicado nesta pesquisa como o mais importante. Além disso, a escassez de recursos, não apenas a financeira alegada, mas também a de pessoas são as grandes barreiras a serem superadas. Finalmente, a partir das conclusões obtidas, foram recomendadas alternativas para a implantação da gestão ambiental nas pequenas e médias empresas, além de ações de melhorias para o Programa de Qualificação de Fornecedores.