Avaliação Ecotoxicológica em corpos d´água utilizando um Biomarcador de compostos aromáticos: estudo em receptor de efluentes industriais

Ano:
2007
Palavras chave:
HPAs; Citocromo P450; Biomarcadores; Biomonitoramento de Recursos Hídricos;
Resumo:
Este trabalho avaliou a biodisponibilidade de hidrocarbonetos aromáticos em lagoas de retenção de efluentes não orgânicos de uma área industrial em Camaçari, Bahia, para averiguar a possibilidade de reuso em processos industriais com base nas respostas biológicas em tilápias Oreochromis niloticus (Linnaeus, 1758) expostas a água e sedimento. As amostras de água e sedimento, foram coletadas de oito pontos distintos no local de estudo, seguindo metodologias adequadas. A análise baseou-se na indução dos citocromos P450 da subfamília 1A (CYP1A), que são enzimas envolvidas na oxidação de xenobióticos e vem tendo grande sucesso como biomarcadores de exposição a hidrocarbonetos poliaromáticos (HPAs) e outros poluentes oriundos de atividades industriais. A utilização desta técnica é associada ao aumento da atividade enzimática da Etoxiresorufina-O-deetilase (EROD) nos hepatócitos que, embora seja uma medida indireta da expressão da proteína CYP4501A, vem sendo identificada como primeiro sinal para avaliar a indução deste sistema, devido a sua elevada sensibilidade e especificidade. Os resultados indicam que os peixes submetidos à água superficial e sedimento da área de estudo foram expostos a indutores de CYP1A, por apresentarem um aumento significativo da EROD ficando expostos às amostras os testes referentes quando comparados ao controle; entretanto, esta contaminação pode ser definida como significativamente moderada, provavelmente pela menor biodisponibilidade dos contaminantes presentes.