ANÁLISE MULTICRITÉRIO PARA AVALIAÇÃO DE ROTAS CICLÁVEIS INTEGRADAS AO TRANSPORTE PÚBLICO

Ano:
2014
Palavras chave:
Bicicleta, ; integração modal, ; percepção do ciclista, ; grupo focal, ; análise multicritérios.;
Resumo:
A integração da bicicleta com o transporte público de passageiros tem se mostrado eficiente para aumentar a mobilidade urbana sustentável, pois reduz o tempo do deslocamento e melhora a qualidade de vida da população. Nos últimos anos têm surgido alguns estudos que utilizam a percepção do usuário da bicicleta sobre os atributos de escolha de seus trajetos, embora poucos tragam como foco as rotas que fazem a integração ao sistema de transporte público do ponto de vista do usuário. Dessa forma, o objetivo principal desse estudo consiste na elaboração de um método que auxilie na avalia ão da “melhor” rota cicl vel integrada ao transporte público e que considere dentre outros critérios, os fatores de escolha individual dos ciclistas. O procedimento de avaliação das rotas proposto nesse trabalho tomou como base uma combinação de técnicas: Técnica de Grupo Focal, Análise de Conteúdo, Simulação por Vídeo e Avaliação Multicritério. Na etapa inicial definiu-se a área de abrangência do estudo e foram elaborados mapas da rede de rotas cicláveis para definir as possíveis alternativas. Para validar os critérios e as alternativas foi utilizada a técnica de grupo focal seguida da análise de conteúdo com o objetivo de incorporar a percepção dos usuários de bicicletas. Também, foi realizada a validação dos critérios com especialistas da área de mobilidade urbana. Para a avaliação das rotas se fez uso da técnica de Avaliação Multicritérios com base no método AHP (Analytic Hierarchy Process). Finalmente, para a validação do método proposto tomou- se como estudo de caso a região de Mussurunga, Salvador, Bahia que apresenta um grande fluxo de ciclistas e demanda potencial para integração, e por nela se localizar uma importante estação de integração de transporte público, a Estação Mussurunga. Os resultados desse trabalho mostraram que, segundo a percepção do ciclista os principais critérios que influenciam a escolha dos seus trajetos estão relacionados aos aspectos de segurança (de trânsito e pública). A “melhor” alternativa de rota resultante da aplicação do método AHP, com uso do software Expert Choice, apresentou os critérios infraestrutura e segurança pública no primeiro e segundo lugar, respectivamente. Conclui-se que o objetivo desta pesquisa foi atingido e a percepção dos ciclistas sobre os principais critérios para a escolha das rotas cicláveis foi levada em consideração, possibilitando uma troca de conhecimento com os especialistas da área de mobilidade. Espera-se que essa metodologia seja utilizada como um instrumento de auxílio à decisão no planejamento da cidade e da mobilidade sustentável.