ANÁLISE DA OCUPAÇÃO DE ESPAÇO VIÁRIO PÚBLICO URBANO PELO AUTOMÓVEL

Orientador: 
Co-orientador: 
Resumo: 
Esta pesquisa propõe-se a analisar a ocupação de espaço público urbano pelo automóvel, em circulação e estacionamento, na cidade de São Carlos (SP). É estruturada em três etapas: a primeira trata da oferta por espaço em São Carlos através de ferramentas de apoio à análise tais como Sistemas de Informação Geográfica (SIG). A segunda analisa as ofertas e demandas por espaço dedicado ao automóvel, circulando e em estacionamento, no centro da cidade. Nesta etapa foram utilizados dados de levantamentos de oferta e tempo de uso das vagas da Zona Azul e dados da Pesquisa Origem-Destino, realizada em 2007/2008 na cidade de São Carlos. Na terceira etapa são feitos os cálculos para a demanda em circulação para a área urbana de São Carlos, bem como os cálculos da relação entre demanda e oferta por espaço na área urbana global, em circulação. Apesar de pouca informação nas referências estudadas, pode-se estimar que a oferta de espaço relativa à área urbana de São Carlos está quase no nível de oferta das cidades europeias ou de São Paulo, porém muito abaixo das norte-americanas, considerando tanto o centro da cidade, quanto a periferia. Observa-se também que, possivelmente, o uso do solo tem um impacto importante na oferta relativa de espaço viário. A oferta de espaço viário por habitante decresce com o aumento da densidade populacional e com a diversificação do uso do solo. Este estudo mostra que a velocidade dos automóveis tem um impacto forte na demanda por espaço. Conclui-se também que o espaço viário de São Carlos é superdimensionado, com uma ocupação por espaço em circulação muito baixa, onde a ociosidade das vias não é compensada pelo carregamento das vias principais. A falta de planejamento em São Carlos incentivou o superdimensionamento do espaço viário dedicado ao automóvel, ao invés de valorizar os espaços públicos e as práticas de mobilidade sustentáveis, dentro de políticas que diminuam as demandas por deslocamento ou aumentam o desempenho das vias existentes. O importante alerta deste trabalho é que, fundamentalmente, os espaços viários estão ociosos. Finalmente, algumas medidas de desenvolvimento urbano que otimizam o uso do espaço viário existente são propostas ao final deste trabalho.
Palavras chave: 
Espaço urbano
automóvel
ocupação de espaço público
rede viária
oferta e demanda de espaço público