ANÁLISE DA EXPOSIÇÃO POR CHUMBO E CÁDMIO PRESENTES EM ALIMENTOS VEGETAIS E GRAMÍNEAS NO MUNICÍPIO DE SANTO AMARO – BA CASO DO PASSIVO AMBIENTAL DA COBRAC

Ano: 
2011
Autor: 
Orientador: 
Resumo: 
Há décadas o município de Santo Amaro-BA tem sido atingido pela contaminação remanescente causada pelo passivo ambiental da Companhia Brasileira de Chumbo (COBRAC). Antecedentes atualizados expõem a presença de altas concentrações dos metais chumbo e cádmio no solo da área urbana e no entorno da ex fábrica o que confirma a persistência da contaminação na cidade. Esta condição representa um potencial risco sobre a saúde humana devido ao cultivo de alimentos vegetais na área atingida pela contaminação os quais são utilizados e consumidos pela população. Porém o risco sobre a saúde humana que supõe a presença destes contaminantes no solo, não depende somente deste fator. Características próprias do solo e as interações entre os diferentes componentes do mesmo, além da susceptibilidade individual das espécies vegetais, influenciam a ocorrência de processos tais como a mobilidade, transferência e absorção dos contaminantes pelas plantas e sua posterior transferência através da cadeia alimentar até atingir seres humanos. O objetivo do presente trabalho é avaliar as concentrações dos contaminantes Pb e Cd presentes em alimentos vegetais e gramíneas cultivadas na área atingida pela contaminação de solo no Município de Santo Amaro-BA e suas taxas de ingestão pela população. Por tanto, foram selecionadas espécies vegetais mediante os critérios de presença, abundância e consumo potencial pela população para a determinação da concentração dos elementos chumbo e cádmio através de Espectrometria de Absorção Atômica. Avaliou-se a contribuição dos conteúdos no solo para as espécies vegetais mediante a determinação dos fatores de transferência solo-planta e foram determinadas as características físico-químicas, potencial hidrogeniônico (pH), matéria orgânica (MO) e índice de plasticidade (IP) do solo da área atingida. As variáveis anteriormente mencionadas foram avaliadas através de estatística descritiva e relacionadas mediante a aplicação de estatísticas inferenciais. Estimou-se a exposição através da determinação das doses dos contaminantes por consumo de alimentos cultivados na área. Os resultados obtidos permitiram detectar elevadas concentrações de Pb e Cd nas espécies vegetais avaliadas, superando os valores limites para ambos os contaminantes estabelecidos pela OMS em alimentos vegetais. Não se observou uma grande contribuição dos conteúdos dos contaminantes no solo para os vegetais. As correlações estatísticas permitiram estabelecer associações significativas entre as concentrações de Pb presentes em vegetais e, seu respectivo teor no solo e o pH. As doses de exposição ao Pb e Cd estimadas por consumo alimentar de vegetais podem ser consideradas como elevadas. Pode se concluir que a exposição aos contaminantes de interesse através do consumo alimentar de vegetais supõe um risco para a população que reside na área atingida pela contaminação.
Palavras chave: 
Metais, Contaminação de solo. Absorção pelas plantas. Fatores de transferência solo-planta. Doses de exposição. Riscos.