Apresentação de Seminário de Pesquisa: ESTUDO DO COMPORTAMENTO MECÂNICO DE UMA AREIA ALUVIONAR REFORÇADA COM FIBRAS

Local:
Vídeo conferência

Data :
11/06/2020 - 15:00

Resumo:

 

Muitas vezes, em seu estado natural, um solo não corresponde aos requisitos técnicos
mı́nimos para o seu emprego em obras de engenharia civil. Para suprir estas deficiên-
cias, diversas técnicas são empregadas na melhoria e reforço dos solos para utilização
na engenharia. As técnicas de estabilização dos solos baseiam-se em melhorar, de forma
estável, as suas propriedades originais, por meio de intervenções mecânicas, quı́micas ou
fı́sicas. Uma das técnicas de reforço possı́vel de ser empregada consiste na adição de
fibras ao solo in natura, formando compósitos com maior resistência ao cisalhamento e
à tração. Embora existam numerosos trabalhos e pesquisas sobre compósitos solo/fibra,
ainda são encontradas discrepâncias no que concerne a influência das principais variáveis
estudadas, além de serem escassos os modelos constitutivos existentes e os trabalhos
publicados com vistas à simulação do seu comportamento mecânico. Dessa forma, esta
pesquisa tem por objetivo avaliar como a inclusão de fibras de polipropileno atua na
melhoria da resistência ao cisalhamento de uma areia aluvionar lavada e testar um mo-
delo, adaptado de Machado, Carvalho e Vilar (2002) para reproduzir o comportamento
mecânico do material. Propõe-se, para isso, a execução de ensaios triaxiais CiD tanto
na areia natural quanto nos compósitos areia/fibra nos teores de 0,5%, 1,0% e 1,5%
(fibras com comprimentos de 12 mm, 25 mm e 51 mm serão empregadas). Os ensaios
triaxiais são realizados, em duplicata, com tensões confinantes de 50, 100, 200 e 300
kPa. Além disso, deverão ser executados ensaios de compressão confinada, utilizando-se
um consolidômetro de grandes dimensões com medidas de K0 , em amostras de areia e
com o teor de fibras que conduzir aos melhores resultados em termos de reforço/teor de
fibras.

Muitas vezes, em seu estado natural, um solo não corresponde aos requisitos técnicos

mı́nimos para o seu emprego em obras de engenharia civil. Para suprir estas deficiên-

cias, diversas técnicas são empregadas na melhoria e reforço dos solos para utilização

na engenharia. As técnicas de estabilização dos solos baseiam-se em melhorar, de forma

estável, as suas propriedades originais, por meio de intervenções mecânicas, quı́micas ou

fı́sicas. Uma das técnicas de reforço possı́vel de ser empregada consiste na adição de

fibras ao solo in natura, formando compósitos com maior resistência ao cisalhamento e

à tração. Embora existam numerosos trabalhos e pesquisas sobre compósitos solo/fibra,

ainda são encontradas discrepâncias no que concerne a influência das principais variáveis

estudadas, além de serem escassos os modelos constitutivos existentes e os trabalhos

publicados com vistas à simulação do seu comportamento mecânico. Dessa forma, esta

pesquisa tem por objetivo avaliar como a inclusão de fibras de polipropileno atua na

melhoria da resistência ao cisalhamento de uma areia aluvionar lavada e testar um mo-

delo, adaptado de Machado, Carvalho e Vilar (2002) para reproduzir o comportamento

mecânico do material. Propõe-se, para isso, a execução de ensaios triaxiais CiD tanto

na areia natural quanto nos compósitos areia/fibra nos teores de 0,5%, 1,0% e 1,5%

(fibras com comprimentos de 12 mm, 25 mm e 51 mm serão empregadas). Os ensaios

triaxiais são realizados, em duplicata, com tensões confinantes de 50, 100, 200 e 300

kPa. Além disso, deverão ser executados ensaios de compressão confinada, utilizando-se

um consolidômetro de grandes dimensões com medidas de K0 , em amostras de areia e

com o teor de fibras que conduzir aos melhores resultados em termos de reforço/teor de

fibras.