Apresentação de Seminário de Pesquisa: ESTUDO DA GERAÇÃO DE METANO PRODUZIDO DURANTE O PROCESSO DE DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DISPOSTOS EM ATERROS SANITÁRIOS

Local:
Sala de Vídeo DCTM, terceiro andar

Data :
12/21/2010 - 10:00

Resumo:

Diversas mudanças ambientais vêm ocorrendo no Planeta Terra por conta das alteraçõesantrópicas que começaram a se intensificar a partir da Revolução Industrial. O aquecimentoglobal aponta como o terceiro maior agravo ambiental e já é tema de discussão em diversosfóruns ambientais. Entre as ações antrópicas que estão aquecendo o planeta destacam-se asemissões de gases causadores do efeito estufa, tendo como grandes vilões o dióxido decarbono (CO2) e o Metano (CH4). Parcela significativa das emissões de CO2 e CH4 para aatmosfera é por conta de aterros de disposição final de resíduos sólidos. A disposição final deResíduos Sólidos Urbanos (RSU) em aterros não é tarefa fácil, tendo em vista que os aterrosexigem critérios de engenharia para a correta disposição final, preservando e mantendo ascondições de salubridade do meio ambiente. Nos aterros sanitários os RSU são dispostos deforma ambientalmente correta e ao longo do tempo ficam sujeitos ao processo dedecomposição anaeróbia tendo como produtos finais biogás, lixiviado e matéria orgânicaestabilizada. A decomposição dos RSU ocorre em diversas fases e cada uma delas possuicaracterísticas especiais que interferem diretamente na composição química do biogás gerado.Alguns modelos matemáticos estão sendo utilizados tentando representar a geração de biogásem aterros sanitários, principalmente o gás CH4, porém os modelos normalmenteapresentados possuem características que limitam a sua utilização para os aterros brasileiros.O procedimento proposto pelo Laboratório de Geotecnia Ambiental e o procedimentoproposto pelo Painel Intervovernamental sobre Mudanças Climática (IPCC) foram utilizadospara mensurar o potencial de geração de CH4 e a constante associada à velocidade dedecomposição de RSU (k) para o Aterro Sanitário Metropolitano Centro (ASMC). O ensaiodo Potencial Bioquímico de Metano (BMP) foi montando com base em experiências de outrosautores e esse permitiu determinar o potencial de geração de CH4 (L0) para resíduos novos e opotencial de geração de CH4 remanescente (L0(t)) para resíduos de diferentes tempos deaterramento para os RSU da capital baiana. Os dados obtidos pelos procedimentosexperimentais para determinação do L0 e k são apresentados e analisados com base emresultados publicados na literatura técnica. Resultados sobre a produção de CH4 no ASMCsão também apresentados e comentários são realizados sobre o comportamento da geração deCH4 com as atividades de operação em campo. As conclusões preliminares indicam que osresultados do L0 para ambos os procedimentos são inferiores aos normalmente apresentadosna literatura e o valor de k está coerente com a faixa sugerida pelo IPCC, divergindo somenteos resultados de k obtidos pelo BMP que são altos e compatíveis com as condições de experimentação. O método utilizado para execução dos ensaios de BMP se mostrou de fácil execução, baixo custo e de curto período de monitoramento, fornecendo dados de L0, L0(t) e k inéditos e confiáveis que podem ser utilizados para RSU com características similares aos resíduos da cidade do Salvador.