Apresentação de Seminário de Pesquisa: ESTUDO DA EFICÁCIA DE ADIÇÕES ORGÂNICAS NA PERFORMANCE DE BARREIRAS MINERAIS COMPACTADAS PARA CONTENÇÃO DE HIDROCARBONETOS

Local:
DCTM, POLI

Data :
09/16/2016 - 17:00

Resumo:

A contaminação de solos e lençóis freáticos ocasionado pelo derramamento de fluidos hidrocarbonetos ocorre impulsionada pelas más práticas operacionais e os padrões de segurança ineficientes, somente no ano 2013 se registraram 472,53 m3 de óleo diesel disponibilizados ao meio ambiente no Brasil, segundo a IBAMA. uma necessidade em atingir as normas ambientais mínimas correspondentes à proteção do solo naquelas áreas destinadas à produção, manipulação, transporte e armazenamento de líquidos hidrocarbonetos. Obras tais como diques de contenção requerem de medidas e soluções geotécnicas voltadas especificamente a obedecer normas como a ABNT-NBR 7505-1:00, que estabelece como coeficiente máximo de permeabilidade um valor de 10-6 cm/s para aqueles solos oriundos para este tipo de obras. Consequentemente, o maior inconveniente e risco ambiental se da quando solos nativos não possuem as características geotécnicas intrínsecas para atingir o valor mínimo de permeabilidade desejável. Nestes casos, pode ser avaliada a utilização de um material orgânico (carvão ativado) como uma solução viável visando melhorar a performance das características geotécnicas do solo. Neste trabalho se apresenta o estudo de solos com matriz argilosa (granulito/gnaisse) e arenosa (formação barreiras) e a influência resultante da mistura com três tipos de carvão ativado, sendo utilizados diferentes teores de adição (5%, 10% e 20%), no coeficiente de permeabilidade e os índices físicos do solo por mistura, utilizando a água pura e o óleo diesel comercial como fluidos percolantes em ensaios de permeabilidade a carga variável com permeâmetro de parede rígida. Observa-se, uma relação direta entre a diminuição da granulometria do carvão ativado (aumento da superfície especifica) e a diminuição do coeficiente de permeabilidade. Consequentemente, os resultados obtidos apresentam uma boa adequação com o adicionante orgânico em solos de formação diferente que em condições típicas de compactação ótima não atingiriam as normativas ambientais, viabilizando uma alternativa eficaz e menos onerosa em favor do meio ambiente e a indústria petroleira.