Apresentação de Seminário de Pesquisa: ESTIMATIVA DO CONSUMO DE ÁGUA DOS PIVÔS CENTRAIS NA BACIA DO RIO BORÁ POR SENSORIAMENTO REMOTO

Local:
LABFSR videoConferencia

Data :
01/07/2020 - 11:00

Resumo:

O conflito por água se acirra cada vez mais em diversas partes do mundo. A região oeste da Bahia, integrante do Matopiba e localizada em cima do sistema aquífero do Urucuia, é uma fronteira agrícola em franca expansão da agricultura irrigada. Como consequência deste processo de rápida alteração do modelo de produção na região, são verificados impactossobre os recursos naturais da região, alterações no uso e ocupação do solo por influência dos novos modelos deprodução instalados na região e tendo como consequência e conflitos pelo uso dos recursos hídricos.As águas contidas na Bacia do Rio Grande (bacia de drenagem com aproximadamente 82.929,48 km²)  contribuem para a Bacia do Rio São Francisco. A região de estudo é uma microbacia do rio de Ondas, delimitada pela área de drenagem do Rio Borá. A dissertação de mestrado visa utilizar de técnicas de sensoriamento remoto (SR) e sistema de informação geográfica (SIG) para o monitoramento de áreas irrigadas por pivôs centrais na Bacia do Rio Borá. O propósito da pesquisa é (I): aplicar uma equação que melhor represente o coeficiente da cultura (Kc) calculado a partir do índice de vegetação (IV) a fim de estimar o consumo de água nos pivôs centrais durante os ciclos das culturas, e (II) comparar a vazão outorgada com as vazões consumidas pelos pivôs centrais. Os resultados preliminares dos doze pivôs analizados demostrram que o sensoriamento remoto  é uma forma eficaz e barata na estimativa da demanda hídrica em tempo quase real, o que favorece uma alocação de água mais eficiente, contribuindo para uma gestão eficaz dos recursos hídricos. Assim espera-se contribuir na gestão dos recursos hídricos com o uso das ferramentas da análise espacial para apoiar tomadas de decisão no gerenciamento e fiscalização do uso deágua na irrigação por pivôs centrais.