Apresentação de Seminário de Pesquisa: DURABILIDADE DE PASTAS PARA CIMENTAÇÃO DE POÇOS DE PETRÓLEO EXPOSTAS À CO2 SUPERCRÍTICO

Local:
Sala de reuniões do DCE

Data :
07/29/2015 - 13:00

Resumo:

A necessidade do mercado em exploração de novos poços com a descoberta do pré-sal,mesmo os que apresentam fluídos com características diversas como os óleos pesados que,por não fluírem com facilidade, devido à alta viscosidade necessitam de técnicas derecuperação secundárias, sendo as principais a injeção de vapor (H2O), injeção de (CO2), eessa acidificação da matriz degrada a cimentação do poço. A pasta de cimento utilizada emcimentação de poços de petróleo deve apresentar durabilidade, para resistir aos ataques e nãohaver migração dos gases do interior do poço para a atmosfera por meios da degradação dosmateriais, e assim aumentando a concentração dos gases no efeito estufa. Os novos campospetrolíferos no Brasil do pré-sal possuem largas camadas de formação salinas situadas emgrandes profundidades, dificultando ainda mais o processo de exploração desses campos.Motivado pelas novas descobertas e seus desafios, o presente trabalho tem por objetivoestudar os problemas associados à durabilidade da pasta de cimento com diferentesconcentrações (NaCl 2,5 %; 5 %; 7,5 % e 10 %) após exposição aos ataques ácidos como CO2supercrítico. As condições serão analisadas de acordo com o cenário do pré-sal, variandotemperatura e pressão de 30ºC e 10 MPa, o que corresponde a um poço de aproximadamente1.000 m, à 60ºC e 20 MPa; e à 90ºC e 30 MPa que equivalem a profundidades de 2.000 e3.000 m respectivamente.