Apresentação de Seminário de Pesquisa: Diretrizes para desenvolvimento de canteiros de obras de habitação de interesse social de baixo impacto ambiental

Local:
Sala de Videoconferência

Data :
09/24/2012 - 14:00

Resumo:

O déficit habitacional estimado em aproximadamente 8 (oito) milhões de moradias, é um dos maiores problemas sociais não resolvidos no Brasil, concentrando nas famílias de mais baixa renda. O Programa Minha Casa Minha Vida estabelecido pelo Governo Federal, pretende viabilizar para a população de baixa renda moradia digna e fixou a meta de construir 400 mil casas até o ano de 2015. Estes programas vêm demandando das empresas de construção civil uma significativa melhoria da confiabilidade de prazo e custos destes empreendimentos, garantia da qualidade do produto e dos processos construtivos, além da sustentabilidade ambiental dos canteiros de obras. Este trabalho tem como objetivo propor diretrizes para desenvolvimento de canteiros de obras de baixo impacto em habitação de interesse social (HIS), a partir do diagnóstico das principais necessidades tecnológicas de sustentabilidade para este nicho de mercado. Pretende-se identificar as necessidades prioritárias de pesquisas e soluções tecnológicas de sustentabilidade relativas a consumo de materiais, uso racional de água, eficiência energética, emissão de materiais particulados, instalações temporárias, saúde e segurança do trabalhador, tecnologias e sistemas construtivos inovadores. A estratégia de pesquisa principal é o levantamento de dados (survey) envolvendo as seguintes etapas: (a) revisão da literatura sobre o tema, (b) preparação do questionário fechado com níveis de importância; (c) coleta de dados via web; (d) análise qualitativa e quantitativa dos dados coletados; (e) entrevistas semi-estruturadas com gestores de canteiros de obra para a validação das conclusões do questionário; e (f) elaboração das diretrizes. Com base nos resultados será proposto um conjunto de diretrizes para a adoção de práticas sustentáveis em canteiro de obras de baixo impacto ambiental em HIS. Estas diretrizes serão referência para o desenvolvimento de novas ações por parte da indústria e do governo brasileiro.
Palavras

O déficit habitacional estimado em aproximadamente 8 (oito) milhões de moradias, é um dos maiores problemas sociais não resolvidos no Brasil, concentrando nas famílias de mais baixa renda. O Programa Minha Casa Minha Vida estabelecido pelo Governo Federal, pretende viabilizar para a população de baixa renda moradia digna e fixou a meta de construir 400 mil casas até o ano de 2015. Estes programas vêm demandando das empresas de construção civil uma significativa melhoria da confiabilidade de prazo e custos destes empreendimentos, garantia da qualidade do produto e dos processos construtivos, além da sustentabilidade ambiental dos canteiros de obras. Este trabalho tem como objetivo propor diretrizes para desenvolvimento de canteiros de obras de baixo impacto em habitação de interesse social (HIS), a partir do diagnóstico das principais necessidades tecnológicas de sustentabilidade para este nicho de mercado. Pretende-se identificar as necessidades prioritárias de pesquisas e soluções tecnológicas de sustentabilidade relativas a consumo de materiais, uso racional de água, eficiência energética, emissão de materiais particulados, instalações temporárias, saúde e segurança do trabalhador, tecnologias e sistemas construtivos inovadores. A estratégia de pesquisa principal é o levantamento de dados (survey) envolvendo as seguintes etapas: (a) revisão da literatura sobre o tema, (b) preparação do questionário fechado com níveis de importância; (c) coleta de dados via web; (d) análise qualitativa e quantitativa dos dados coletados; (e) entrevistas semi-estruturadas com gestores de canteiros de obra para a validação das conclusões do questionário; e (f) elaboração das diretrizes. Com base nos resultados será proposto um conjunto de diretrizes para a adoção de práticas sustentáveis em canteiro de obras de baixo impacto ambiental em HIS. Estas diretrizes serão referência para o desenvolvimento de novas ações por parte da indústria e do governo brasileiro.