Apresentação de Seminário de Pesquisa: CARACTERIZAÇÃO TÉRMICA DE PADRÕES DE OCUPAÇÃO EM SALVADOR - ESTUDOS DE CASO: NORDESTE DE AMARALINA E PITUBA

Local:
CETRAMA, Depto. Transportes, sexto andar

Data :
03/14/2011 - 10:00

Resumo:

RESUMO

 

A influência do processo de urbanização sobre as mudanças climáticas no ambiente construído, provocadas pelas ações antrópicas tais como impermeabilização excessiva das superfícies, supressão da vegetação com redução significativa das áreas verdes, uso intensivo do solo, adensamento populacional, emissão de poluentes, atividades industriais intensas, entre outras, tem se destacado como importância prioritária para planejadores urbanos, organizações e instituições do mundo inteiro. Pesquisas realizadas em várias áreas buscam compreender e reorientar as atividades humanas na tentativa de minimizar as externalidades negativas sobre o clima das cidades e, consequentemente, o conforto térmico de seus habitantes. Essas atividades antrópicas provocam um sobreaquecimento das cidades, causando impactos que podem ser irreversíveis para a qualidade ambiental urbana e geram uma condição climática que tem como consequencia a formação de ilhas de calor e de domus de poeira nas cidades. Os padrões de ocupação do solo e as propriedades térmicas das superfícies de revestimento também são apontados como fatores que influenciam fortemente a formação das ilhas de calor. Nesse contexto, esta pesquisa tem como objetivo analisar a influência das variáveis urbanísticas nas mudanças do clima dentro do ambiente urbano, tendo como elementos de estudo duas áreas vizinhas da cidade de Salvador com padrões de ocupação totalmente diferenciados: Nordeste de Amaralina e Pituba. A primeira área é representada por uma ocupação desordenada e a segunda por uma ocupação planejada. Para estudar a influência do processo de urbanização sobre o desempenho térmico dessas duas áreas foram realizados levantamentos dos índices urbanísticos: tamanho dos lotes, gabarito, índice de ocupação, índice de permeabilidade, recuos e presença de vegetação. Em seguida foram realizadas medições das variáveis climáticas nesses ambientes. Os resultados parciais obtidos indicam que a ocupação informal, Nordeste de Amaralina, apresenta sensação térmica com maior estresse positivo em relação à Pituba. Estes resultados demonstram a precariedade da  qualidade ambiental urbana a que estão submetidas as camadas mais desfavorecidas da população da cidade.