Apresentação de Seminário de Pesquisa: AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE CISTERNAS DE POLIETILENO NO ARMAZENAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA EM COMUNIDADES RURAIS DO MUNICÍPIO DE SÃO DOMINGOS, REGIÃO DO SEMIÁRIDO DA BAHIA

Local:
Departamento de Engenharia Ambiental

Data :
08/04/2016 - 09:00

Resumo:

As comunidades rurais do Semiárido Brasileiro enfrentam deficiências crônicas de abastecimento de água sendo necessárias adaptações estruturais para amenizar os problemas causados pelos períodos de longa estiagem. Como regra geral, as comunidades rurais localizadas no semiárido não são servidas por sistemas de adutoras, nem estão próximas a fontes seguras de água, tornando o atendimento a essas comunidades uma tarefa bastante complexa.

Nos últimos anos, a acumulação e uso de águas de chuva vem se mostrando uma importante alternativa para fornecer água de boa qualidade à população rural e sua adoção é estimulada pela simplicidade de construção do sistema e pela obtenção de benefícios imediatos. Dentre as experiências brasileiras, o “Programa de Formação e Mobilização para a Convivência com o Semi-árido: Um Milhão de Cisternas Rurais (PIMC)”, gerado pela ASA - Articulação no Semiárido Brasileiro, e que conta com o financiamento do Ministério de Desenvolvimento Social - MDS, no âmbito da Rede de Tecnologia Social - RTS, buscando garantir água para consumo a um milhão de famílias rurais (SILVA et al., 2006).

 Em busca de garantir esse objetivo, o Brasil decidiu adotar as cisternas de polietileno, uma tecnologia consolidada internacionalmente, sendo utilizada em países com temperaturas semelhantes ou até mais críticas que as encontradas no Semiárido brasileiro. O fornecimento dos equipamentos foi iniciado em dezembro de 2011. Os reservatórios foram adotados no México, Austrália, Nova Zelândia e Indonésia, fato que contribuiu para que o Governo Federal decidisse utilizá-los no Nordeste como mais uma alternativa (SANTANA et al., 2015)

Este trabalho  se propõe a avaliar a tecnologia da cisterna de plástico, verificando se as mesmas apresentam um desempenho que atenda em termos de armazenamento e fornecimento de água para consumo humano.