Apresentação de Seminário de Pesquisa: AVALIAÇÃO DA DEGRADAÇÃO DE FACHADAS DE EDIFICAÇÕES LOCALIZADAS EM SALVADOR/BA

Local:
Sala de Aula do PPEC

Data :
06/29/2017 - 14:00

Resumo:

O desempenho insatisfatório apresentado por fachadas de diversas edificações no Brasil, especialmente as situadas em áreas litorâneas, submetidas à agressividade do meio ao qual estão inseridas, tem exigido maior atenção entre os profissionais ligados ao setor da construção civil. As edificações, durante toda a sua vida útil, devem ser capazes de atender às exigências de desempenho, porém, tem ocorrido, cada vez mais precocemente, a deterioração das fachadas, principalmente, por estarem mais expostas à diversos agentes de degradação e pela carência de eficientes manutenções preventivas e corretivas nos revestimentos externos. O surgimento dos danos pode estar ligado a uma determinada causa ou combinação de fatores que acabam por contribuir com a origem ou até mesmo com o seu agravamento. Problemas referentes aos sistemas de revestimentos de fachadas têm gerado desgastes por parte dos usuários, elevados custos de reparos e inúmeros casos judiciais entre construtores e consumidores. Desta forma, o objetivo deste trabalho é colaborar com os estudos referentes às manifestações patológicas presentes em fachadas de edificações localizadas em diferentes áreas na cidade de Salvador/BA, com idade até 40 anos e constituído de revestimento cerâmico e argamassado. A metodologia aplicada é baseada em inspeções visuais, mapeamento e quantificação das manifestações patológicas, seguida da verificação das áreas das fachadas de maior incidência. No presente trabalho, as manifestações patológicas identificadas foram: fissuras, manchamentos, desagregação e desplacamento de revestimento. A região de cantos e extremidades apresentou a maior incidência de danos, entre as fachadas analisadas, tendo a fachada Sudeste obtido o maior fator de danos calculado.