Apresentação de Projeto de Pesquisa: VERIFICAÇÃO DE CORRELAÇÕES ENTRE RESULTADOS DE ENSAIOS DE COLUNA E DE MIGRAÇÃO IÔNICA E ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO USO DA MICROSSÍLICA NOS PARÂMETROS DE TRANSPORTE EM CONCRETOS E ARGAMASSAS

Local:
Sala DCTM - 1ºandar

Data :
12/17/2014 - 14:00

Resumo:

A maior parte dos fenômenos degradativos em estruturas de concreto ocorre devido à entrada de substâncias externas presentes no meio ambiente que reagem com os componentes do cimento e aceleram o processo de corrosão das armaduras do concreto armado. O transporte destas substâncias pelo meio poroso dependem de propriedades como a permeabilidade, a capilaridade, a difusão, a migração iônica, sendo que os fenômenos regidos por estas proprieadades normalmente atuam de forma associada. No caso dos fenômenos de corrosão, os íons cloretos presentes em ambientes marinhos ou em determinadas fábricas penetram na microestrutura do concreto, principalmente pelos poros capilares, e são consumidos inicialmente pelos aluminatos do cimento até que esta reserva se esgote, tornando possível a despassivação do aço. Atualmente, a utilização de resíduos industriais possibilita o incremento das propriedades do concreto devido a efeitos filler e por reações de pozolanicidade e, consequentemente, acarreta a redução do consumo do cimento. Um destes materiais é a sílica ativa que é oriunda do processo de formação do ferro silício e possui alta quantidade de SiO2 amorfa. Diversas técnicas são aplicadas para análise da difusão de cloretos, porém poucos estudos são realizados visando a correlacionar os resultados obtidos com o uso de técnicas diferentes, principalmente quando de uso de procedimentos que aceleram os processos de difusão do cloreto. Este trabalho visa a correlacionar as técnicas de aceleração da migração de cloretos por imposição de potenciais elétricos e o ensaio de coluna, variando os teores de sílica ativa adicionados no traço do concreto bem como a redução do consumo de agregado graúdo com o intuito de simular concretos de cobrimento, onde o contato entre as zonas de transição é menor. Assim, conforme a metodologia aplicada espera-se verificar de forma matemática as correlações existentes entre os métodos citados e confirmar o efeito benéfico do uso da sílica ativa devido ao refinamento dos poros capilares e a redução do coeficiente de difusão em traços com menores quantidade de agregado graúdo, pois o principal caminho de transporte dos íons cloretos são as zonas de transição.