Apresentação de Projeto de Pesquisa: USO DO BIM 4D E 5D PARA INTEGRAÇÃO DO CONTROLE DA PRODUÇÃO E CUSTOS EM OBRA

Local:
Sala de reunião do Departamento de Construção e Estruturas

Data :
01/10/2017 - 10:00

Resumo:

O planejamento e a orçamentação de obras, etapas importantes na realização de um projeto de construção, são geralmente tarefas longas, dispendiosas e suscetíveis a erros durante seu processo de elaboração. Embora a interdependência entre cronograma e custo seja de extrema importância, é raro encontrar sistemas de controle de projeto que integre as funções de controle de custo e planejamento. Por outro lado, o BIM vem se apresentando como uma alternativa às empresas da construção civil que procuram se tornar mais competitivas por meio de investimento em tecnologia. Embora apresente vantagens na sua implantação, o uso de ferramentas BIM para planejamento e orçamentação ainda é incipiente, principalmente ao se considerar a integração dessas informações para controle de custos e produção em campo. Este trabalho objetiva propor e aplicar um método para integração do planejamento e controle de custos e produção em campo, por meio de ferramentas BIM 4D e 5D. Para tanto, foi adotada a abordagem de pesquisa denominada de Design Science Research, que envolverá estudos de caso. A pesquisa será dividida em quatro etapas: (a) Diagnóstico do processo e Identificação dos requisitos de modelagem, (b) Proposição de método para integração do controle de custos e produção em campo, por meio de ferramentas BIM 4D e 5D; (c) Implementação do método proposto, (d) Avaliação do método proposto. Como resultado deste trabalho, espera-se obter-se um método para integração do planejamento e controle de custos e produção em campo utilizando modelos  BIM 4D e 5D, por meio da identificação de requisitos de informações necessárias para modelagem e da identificação de informações de campo que possam retroalimentar esses tipos de modelos.  Espera-se também, avaliar como os modelos BIM 4D e 5D contribuem para o processo de planejamento e controle da produção e de custos em campo, identificando os benefícios e dificuldades de sua implementação.