Apresentação de Projeto de Pesquisa: MATRIZ GEOPOLIMÉRICA REFORÇADA COM MALHAS POLIMÉRICAS 3D IMPRESSAS

Local:
Sala Hernani Sobral (videoconferência)

Data :
06/28/2019 - 14:30

Resumo:

Com a constante busca em desenvolver elementos estruturais com satisfatórias propriedades quanto ao desempenho mecânico e durabilidade em ambientes agressivos, surgiu o compósito de reforço têxtil (CRT). O CRT se destaca na literatura por apresentar satisfatórios desempenho mecânico, além disso, os materiais utilizados como reforços não são necessariamente metálicos, podendo ser mais duráveis e mais leves quando comparados, por exemplo, ao aço no concreto armado. As matrizes dos compósitos têxteis também são de fundamental importância, já que o CRT necessita de matriz com características reológicas específicas possibilitando a sua penetração entre as malhas. Dessa forma, a proposta do presente trabalho é produzir um compósito com matriz geopolimérica autoadensável dosado por projeto estatístico de mistura, a utilização desta ferramenta como método de dosagem permite a avaliação da influência de cada material nas propriedades das matrizes. As misturas geradas pelo projeto estatístico foram avaliadas por meio de ensaios reológicos (mini-slump e mini-funil V), ensaios mecânicos (resistências à compressão axial e à flexão), ensaios físicos (densidade e porosidade) e determinação dos custos das misturas. O compósito será reforçado por malhas poliméricas com distribuição de densidade homogênea e graduada, projetadas em software CAD e produzidas em impressora 3D. Os filamentos poliméricos utilizados para produzir as malhas (PLA e PETG) foram avaliados por meio de análises térmicas (DSC/TGA/DTG), mecânicas (resistência à tração), química (FTIR) além de um ensaio acelerado de compatibilidade química, quando submetido em ambientes de pH elevado. O compósito será avaliado por ensaios de aderência e de flexão com a utilização de entalhes e dispositivo LVDT possibilitando obtenção precisa do comportamento tensão-deformação do material. Conforme os resultados preliminares quanto ao projeto de mistura, foi possível estabelecer a formulação de matriz geopolimérica autoadensável com desempenho apropriado e menor custo. As análises dos filamentos poliméricos evidenciam que o PLA apresenta melhor desempenho mecânico, enquanto que o PETG possui melhor resistência térmica e alcalina. Por meio da avaliação dos compósitos, espera-se compreender o comportamento de uma nova classe de compósitos e contribuir com o conceito da manufatura aditiva na produção de materiais.