Apresentação de Projeto de Pesquisa: Incorporação de resíduo de construção civil ao processo de clinquerização do cimento Portland

Local:
Sala DCTM - 1ºandar

Data :
09/08/2017 - 09:00

Resumo:

O cimento é o principal componente do concreto, material mais consumido na Terra, ficando atrás apenas da água. Dados apontam que o consumo de cimento alcançou o patamar de 40 milhões de toneladas no ano de 2006, atingindo de 45 milhões de toneladas no ano seguinte. Depois de um longo período de seguidas taxas expressivas de aumento no consumo de cimento, o Brasil chegou ao final de 2013 com 2,4% de crescimento em relação ao ano anterior, atingindo 71 milhões de toneladas. Embora tenha um importante papel no desenvolvimento do país, a indústria do cimento gera conflitos e impactos socioambientais, que vão desde a extração da matéria-prima para a produção do cimento, ocasionando degradação e alterações nos ambientes próximos às fábricas, seguida de emissão de material particulado que causa doenças à população e indo a impactos gerados na fase de clinquerização do cimento, a partir da emissão de gases prejudiciais, com destaque ao dióxido de carbono, além do grande consumo de energia. Além disso, o setor cimenteiro é responsável por cerca de 5% da emissão mundial do gás carbônico na atmosfera, sendo que para cada tonelada de clínquer produzido no Brasil são liberadas 0,58 toneladas de CO2. Outro aspecto de degradação do ambiente está relacionado com a geração de resíduos sólidos urbanos (RSU), sendo que no Brasil, em 2014, a geração total de RSU foi de aproximadamente 79 milhões de toneladas, dos quais mais de 50% foram resíduos de construção civil (RCC). A ausência de tratamento adequado dos RCCs acarreta graves problemas ambientais, sobretudo nas cidades envolvidas em um processo mais dinâmico de expansão ou renovação urbana. O RCC, disposto de forma inadequada e em locais não permitidos, causa alto impacto, tanto ambiental quanto social, pois suas consequências geram a degradação da qualidade de vida urbana em vários aspectos, como transportes, enchentes, poluição visual e proliferação de vetores de doenças. Por outro lado, a disposição dos RCCs em aterros não é uma solução ideal e adequada como destinação final desses resíduos, já que se trata de uma intervenção apenas no final do processo. Outra solução é a reutilização dos RCCs como agregados alternativos na própria indústria da construção civil, diminuindo a demanda por agregados naturais e dando destinação nobre aos resíduos gerados. Neste cenário, a busca por ações com capacidade de mitigação dos impactos causados pelo setor cimenteiro e na intenção de prover uma destinação aos RCCs, esta pesquisa tem como objetivo avaliar a possibilidade e viabilidade de incorporação de resíduos de construção civil no processo de clinquerização do cimento Portland comum. O programa experimental abrange a caracterização das matérias-primas, dos clínqueres experimentais e de referência e do cimento Portland. A partir da determinação da composição química e da composição mineralógica serão propostos percentuais adequados para substituição de parte da matéria-prima do clínquer pelo resíduo de construção civil na produção da farinha crua de cimento Portland, avaliando o efeito sobre a reatividade das misturas geradas com base no teor de cal livre nas misturas sinterizadas a variadas temperaturas.

Palavras-chave: cimento Portland, clínquer, produção de cimento, resíduo de construção civil, emissão de gás carbônico.