Apresentação de Projeto de Pesquisa: ESTUDO DA EFICIÊNCIA DA EXTRAÇÃO ELETROQUÍMICA DE CLORETOS E DA REALCALINIZAÇÃO EM CONCRETOS CARBONATADOS

Local:
Sala de Videoconferência - 6º andar

Data :
01/09/2018 - 09:30

Resumo:

O concreto armado é possivelmente o material mais utilizado no mundo, devido à combinação satisfatória entre as propriedades do aço e do concreto. O concreto fornece uma barreira física que protege a armadura dos agentes agressores, além de propiciar, através da sua alcalinidade, a formação de uma película passivadora em torno do aço que o protege do processo corrosivo. Entretanto, o concreto é um material poroso e apresenta fissuras, o que possibilita a entrada de agentes agressores, como o gás carbônico e os íons cloro, que destroem a camada passivadora, deixando a armadura suscetível à corrosão. A corrosão é uma das principais causas de deterioração das estruturas de concreto armado e vem gerando custos adicionais com manutenção e reparo. Diante disso, vários estudos vêm sendo desenvolvidos com o intuito de diagnosticar e remediar os problemas ocasionados pela corrosão. Entre as alternativas disponíveis para reparo de estruturas carbonatadas ou submetidas ao ataque por cloretos, a realcalinização química e eletroquímica, no caso do concreto carbonatado, e a dessalinização, no ataque por cloretos, são técnicas promissoras. A realcalinização é capaz de restabelecer a alcalinidade do concreto, possibilitando a reconstituição da camada passivadora. Já a extração eletroquímica é capaz de remover os cloretos presentes no concreto, fornecendo condições para que a película passivadora seja restabelecida. Entretanto, não há um consenso na literatura quanto à repassivação das armaduras e aos efeitos secundários causados no concreto submetidos a estes métodos de recuperação. Desta forma, o presente estudo visa verificar, por meio de medidas eletroquímicas (potencial de corrosão e espectroscopia de impedância eletroquímica), a eficiência dos métodos, para vários níveis de corrosão e tipos de cimento, verificando as condições nas quais o processo de realcalinização e dessalinização são mais eficientes.  Deste modo, o estudo contribuirá para que as técnicas sejam utilizadas de forma apropriada para que ocorra a efetiva restauração das estruturas de concreto, prolongando, assim, sua vida útil.