Apresentação de Projeto de Pesquisa: Compósitos de gesso reforçados com tecidos hornificados de fibras de sisal

Local:
Sala de aula do PPEC

Data :
12/10/2019 - 14:00

Resumo:

A inserção de fibras vegetais, como as de sisal, em matrizes cerâmicas é uma forma de melhorar a resistência a flexão, a tenacidade e o comportamento pós-fissuração do material. Porém, tais fibras apresentam elevada capacidade de absorção de água e como consequência instabilidade dimensional, fatores que enfraquecem a interface fibra-matriz e consequentemente a transferência de esforços entre as fases do compósito. Uma maneira de minimizar os efeitos negativos oriundos das fibras vegetais é através da realização do tratamento físico de hornificação. Este tratamento consiste na realização de ciclos de molhagem e secagem para promover o enrijecimento da fibra. Diante disso, o presente trabalho buscará desenvolver um compósito de gesso reforçado com tecidos hornificados de fibras de sisal e, analisar a influência do tratamento no comportamento mecânico do material. Para isso, será desenvolvida uma mistura de gesso, água e aditivo superplastificante adequada ao processo de moldagem manual do compósito e um tecido estrutural de feixes de sisal (cada um com dez fibras). O tecido será do tipo tramado simples, confeccionado através de um tear manual de pente liço. Uma parte desse tecido será submetida aos ciclos de molhagem e secagem, enquanto a outra parte permanecerá in natura para posteriormente serem devidamente analisados. Durante o processo de desenvolvimento dos compósitos também será avaliado a influência do número de camadas de reforço no desempenho mecânico do material. Por este motivo propõe-se moldar compósitos variando de uma a quatro camadas de reforço de tecido. Todos os materiais utilizados serão caracterizados quimicamente, fisicamente e mecanicamente. O gesso em pó será submetido ao ensaio de granulometria, módulo de finura, massa unitária, massa específica e DRX. A pasta de gesso no estado fresco terá sua consistência e tempo de pega analisados. No estado endurecido a pasta será submetida aos ensaios de dureza superficial e resistência a compressão axial. O material de reforço será analisado estruturalmente a partir do FTIR, fisicamente a partir do ensaio de absorção de umidade e variação dimensional e mecanicamente através do ensaio de tração direta. A interface fibra-matriz será analisada a partir do ensaio de pullout juntamente com a realização do MEV. E por fim, o compósito será submetido aos ensaios de flexão em quatro pontos, tenacidade, amortecimento e impacto para análise do seu comportamento mecânico.

 

Palavras-chave: Aditivo superplastificante. Comportamento mecânico. Pasta de gesso. Pullout.