Apresentação de Projeto de Pesquisa: AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO RESÍDUO PROVENIENTE DA PRODUÇÃO DO DIÓXIDO DE TITÂNIO (MNR) NAS PROPRIEDADES DAS ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO E EM SUA CAPACIDADE FOTOCATALÍTICA

Local:
Sala de Reuniões do 1º andar - DCTM

Data :
08/25/2017 - 09:00

Resumo:

Como consequência do crescimento populacional e do alto consumo em todo o mundo, há um acréscimo considerável na quantidade de resíduos gerados e na emissão de gases poluentes nos diversos sistemas produtivos. Essas questões se tornaram uma problemática mundial, principalmente por parte dos órgãos ambientais que exigem (para os resíduos) uma correta destinação, estimulando pesquisas que busquem alternativas de aplicação nas mais diversas áreas, incluindo a construção civil. A indústria da construção civil tem potencial de absorver diversos resíduos sólidos industriais, através da incorporação desses resíduos nos materiais e elementos de construção. Diversos estudos propõem a incorporação destes rejeitos em matrizes cimentícias e, neste contexto, o minério não reagido (MNR), resíduo gerado na produção do dióxido de titânio, apresenta um elevado potencial para utilização em argamassas com características fotocatalíticas e autolimpantes, uma vez que o anatásio, uma das principais fases do dióxido de titânio, presente nesse resíduo, é responsável por promover tais reações. Assim, o presente estudo buscar-se-á inserir esse resíduo, como matéria-prima alternativa, na produção de argamassas funcionais presentes em revestimentos, atuando na degradação de gases poluentes e de compostos orgânicos. Para isso, o cimento e a areia serão caracterizados físico e quimicamente, e o MNR será caracterizada quanto às suas propriedades físicas, químicas, mineralógicas e ambientais. Após a caracterização, serão moldadas argamassas com adições de 5%, 10% e 15% de MNR, em relação à massa do cimento, além de uma amostra de referência (0%), e, em seguida, as mesmas serão avaliadas nos seus estados fresco e endurecido. Em paralelo, será desenvolvido um aparato de fotocatálise de alta precisão, que será utilizado para a realização dos ensaios de degradação dos poluentes através da radiação UV-A artificial, além de avaliar os parâmetros ideais das variáveis influenciáveis: intensidade da radiação e variação do fluxo do gás poluente.

 

Palavras-chave: Fotocatálise; Dióxido de Titânio; Argamassas Fotocatalíticas.