Apresentação de Projeto de Pesquisa: AVALIAÇÃO DA DURABILIDADE DE PASTAS DE CIMENTO CONTENDO RESÍDUO CATALÍTICOEM FUNÇÃODA PRESSÃO E TEMPERATURA

Local:
Sala de reuniões do DCE EPUFBA

Data :
02/23/2018 - 14:00

Resumo:

A produção mundial de resíduo catalítico (Ecat) utilizado em craqueamento catalítico de hidrocarbonetos cresce com a intensa demanda por produtos derivados de petróleo. Ao misturar este resíduo com compostos cimenticos ocorre a reação pozolânica, tornando-o possível subproduto da indústria cimentícia e alternativa viável de interesse econômico e ambiental. Entretanto, é preciso analisar a durabilidade e possíveis aplicações para estas misturas. O cimento pode estar em contanto com meio de agressividade alta, com casos de carbonatação com CO2supercrítico, sofre efeito em meio de exposição com condições de temperaturas e pressões elevadas, além da combinação de substâncias químicas, como água marinha e sulfatos. Com a hipótese que o ECAT age como adição em pastas, melhorando a vida útil, este trabalho visa compreender os mecanismos de degradação de pastas de cimentos expostas ao CO2 em condições supercríticas (scCO2 acima de 31,1ºC e 7,38 Mpa) e avaliar a influência do teor de Ecat e a resistência mecânica após exposição a meios agressivos de névoa salina e sulfatos. As pastas avaliadas serão compostas de cimento com substituição em massa pelo Ecat em 0%, 15% e 30%, curadas durante 28 dias e submetidas ao CO2 supercrítico (scCO2) por meio de um reator: sob condições de pressão e temperatura, por 7 horas, além de amostras submetidas a câmaras de exposição a atmosfera agressiva com sulfato de magnésio e névoa salina. Para avaliação da mudança nas propriedades físico-químicas da matriz cimentícia das pastas serãoaplicadas técnicas de FTIR, análise TG/DTG e DTA e avaliação mecânica (compressão axial, tração por flexão e compressão diametral), dureza, rugosidade e propriedades reológicas.